sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Pedro Sousa com toda a comunicação do Sporting

O Sporting esteve em silêncio a preparar mudanças na sua comunicação. Rui Paulo Figueiredo (RPF) continua como responsável da direcção por esta área e decidiu algumas mudanças.

Pedro Sousa que estava com a comunicação da Sporting SAD, acumula agora toda a comunicação do clube. Irene Palma que era a directora de comunicação do Sporting Clube de Portugal está de baixa, mas quando regressar não continuará nas funções que exercia. Desconheço se continuará no clube noutra actividade ou se rescindirão com ela, com ou sem indemnização..

O Sporting demorou mais de ano e meio a descobrir que esta jovem não tinha talento, currículo e credibilidade para desempenhar estas funções, mas mais vale tarde do que nunca e nesta decisão saúdo a opção do RPF. Irene Palma, recordo para quem não se lembra, foi uma péssima escolha exclusiva de Carlos Barbosa que na altura afastou Miguel Morgado que acompanhou a campanha de Godinho Lopes.

O Miguel Morgado regressa agora a Alvalade, ficando a ajudar RPF na vertente institucional. É um regresso que saúdo pela sua competência e enorme sportinguismo e não posso elogiar muito pois é um dos meus grandes amigos e meu afilhado de casamento. Mas garantias de empenhamento dele na defesa do clube, isso posso garantir e que é um dos melhores relações públicas que conheço isso também posso garantir, e é um profissional credível e que os jornalistas na sua maioria respeitam.

O Pedro Sousa, profissional que estimo e considero um amigo, vai ter uma tarefa difícil, pois não é fácil a comunicação do nosso clube.

1- Para fora: tem que ter em linha de conta uma coisa que ele sabe: os jornalistas que acompanham o dia-a-dia do Sporting, na sua maioria são sportinguistas e fazem com competência o seu trabalho. Mas acima desses jornalistas, há editores, acima destes, directores, e mais acima, conselhos de administração.
A vertente de assessoria de imprensa e relações públicas é relativamente fácil, o mais difícil e é esse o grande trabalho, é influenciar e trabalhar com quem manda: administrações de grupos de media e directores de jornais. É essa a tarefa prioritária do RPF e do Pedro Sousa.

2- Para dentro: o Sporting é um clube de tradições democráticas, onde as pessoas devem ter liberdade de elogiar e criticar quando bem entenderem. Não se corta a voz a sócios do nosso clube. Mas há que saber trabalhar com todas as comunidades de adeptos, com as redes sociais, melhorar a comunicação interna e com os núcleos.

É nesta perspectiva global que um director de comunicação tem de trabalhar. Numa perspectiva macro e não só nas minudências dos assuntos comezinhos. faço votos para que tudo corra bem, desejo as maiores felicidades e que se consiga ultrapassar o défice de influência do Sporting na comunicação social.

PS1- Dou uma palavra também de estímulo para o Fernando António que irá colaborar também na área de imprensa do Sporting a partir de agora.

PS2- Numa altura em que o jornal do Sporting surge renovado e penso que ainda tem condições para melhorar, não quero deixar de dar uma palavra de agradecimento aos profissionais que foram dispensados e que durante muito tempo levaram o jornal às bancas, muitas vezes com falta de condições e muitas vezes com salários em atraso. Para lá do seu profissionalismo, agradeço o seu sportinguismo e a elevação no momento da sua saída.

Sem comentários:

Enviar um comentário