domingo, 23 de dezembro de 2012

António Cunha Vaz deixa o Sporting

É hoje notícia em vários jornais a saída da Cunha Vaz & Associados do Sporting. A agência de comunicação foi quem sempre acompanhou Godinho Lopes desde as eleições até agora. Nas eleições fez um bom trabalho, tornando um candidato que numa primeira sondagem privada tinha cinco por cento em potencial ganhador, como veio a acontecer.

O António é sportinguista e teve na campanha e nesta última fase a acompanhar Godinho Lopes outro grande sportinguista, o Miguel Morgado, que é um dos meus melhores amigos e meu afilhado de casamento, que é um profissional respeitado pelos jornalistas que acompanham o nosso clube.

Sei eu que o António Cunha Vaz já ponderava há vários meses abandonar o clube, agora deixa-o por livre iniciativa e tem razões para isso. Não é que não o faça com mágoa, pois por ser sportinguista gostaria de continuar a ajudar no que pudesse, mas é muito difícil trabalhar com este presidente.Dois motivos aponto eu para a sua saída:

1- Há pouco tempo conquistou a comunicação da Federação Portuguesa de Futebol e é quase incompatível estar num clube que pode atacar a FPF e ser um outro profissional seu a defender o lado da FPF. E sendo a FPF uma estrutura sólida e estável, e com potencial de boa comunicação, opta por estar com Fernando Gomes.

2- De algum tempo a esta parte a Cunha Vaz & Associados era atacada por diversas desastrosas intervenções de Godinho Lopes na esfera comunicacional, algo a que a agência era totalmente alheia de responsabilidades. Darei vários exemplos para se perceber melhor:
-Lembram-se das declarações de GL ao Record sobre o facto de Vieira não o ter atendido? Pois bem, foi GL sem consultar ninguém que ligou para o António Magalhães a dizer aqueles disparates.
-Esta quinta-feira mais dois disparates comunicacionais no próprio dia: a capa do Jornal do Sporting, miserável, a fazer lembrar a Última Ceia; e a intervenção do presidente no jantar dos Stromp a comparar-se a um «toureiro». Dois erros a que a agência de comunicação é totalmente alheia.

Como todos sabemos, para lá da evidente falta de liderança e da errância das suas decisões estratégicas, Godinho Lopes é um péssimo comunicador. A Cunha Vaz podia, e tentou, melhorá-lo, mas ele não tem jeito e em ano e meio evoluiu muito pouco em termos comunicacionais. Não sei o que se seguirá, mas o Sporting está débil na comunicação, está sem força e sem influência. Um pouco à imagem do actual estado do Sporting em termos gerais.

Sem comentários:

Enviar um comentário