segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

45 dias para novo presidente do Sporting

Todos os órgãos sociais se vão demitir, permitindo assim que num breve espaço de tempo surja uma nova equipa, legitimada pelo voto dos sportinguistas.

Fazem bem. Godinho Lopes foi um desastre para o clube e a entrevista de ontem a Judite de Sousa foi uma vergonha. Em todos os lados se fala da fraqueza e falta de jeito deste presidente que não chega a dois anos de mandato e fez passar o clube por algumas das suas páginas mais negras. Godinho Lopes foi um mau presidente e deve ir embora.

Eduardo Barroso também faz bem em sair, pois também foi um mau presidente da Assembleia Geral, misturando o seu lugar de comentador de televisão e jornal com uma função que deve ser de discrição e de apoio institucional. Aliás, o que digo relativamente a ele, é o próprio que reconhece quando afirma que quer voltar ao seu lugar de adepto de bancada e nunca mais ocupar um cargo no clube.

Nestes 45 dias vão surgir candidatos. Isso prova a força e importãncia do Sporting Clube de Portugal e também tiro o chapéu a quem avançar, pois o clube atravessa fase difícil e precisa de uma pacificação e de soluções credíveis.

O que eu desejo para este processo eleitoral é que livremente as pessoas se manifestem e que escolham, sem campanhas negras, o melhor projecto, a melhor equipa, o melhor líder. O Sporting neste momento precisa de mais sportinguismo, de honestidade, de carácter, de verdade. De quem sirva o Sporting e não de quem se sirva dele.

Que esta página seja virada rapidamente e desejo boa sorte a, quem quer que seja, que venha a seguir.

Sem comentários:

Enviar um comentário