quarta-feira, 22 de outubro de 2014

As filiações secretas dos políticos

O DN noticia que o «PSD ameaça obrigar políticos a declarar filiações secretas». Pois não devia ameaçar. É que quando se quer matar uma pessoa, mata-se. Não se avisa antes que o vão matar.

E nesta questão é trabalhar-se com transparência para melhorar a democracia e não enganar as pessoas. Por que é que um deputado diz que é do Sporting ou do Vitória de Lisboa e não revela a todos os eleitores que o escolheram, e ainda lhe pagam o salário, se é da Maçonaria, Opus Dei ou da Sacra Corona Apuliana?

Este é um assunto em que se deve "matar", não ameaçar de "matar". Estas sociedades secretas, estas "protecções" de irmãos, este obscurantismo e sombras em zonas de poder transtorna o processo democrático. Que se declarem, pois, todos os interesses. 

Sem comentários:

Enviar um comentário