segunda-feira, 7 de abril de 2014

Valls de comunicação

Primeiro é engraçado de ver como em frança se entregam, sem complexos, dois dos cargos de maior poder a não nascidos nas suas terras. Manuel Valls, Catalunha, e Anne Hidalgo (a nova "maire" de Paris), da zona de Cádiz, ambos de Espanha, sinal de um país cada vez mais multicultural, apesar dos rancores e xenofobia escondidos numa segunda camada de pele.

Depois, como a esperança da esquerda gaulesa - já que Hollande tem taxas de aprovação baixíssimas e está enredado em problemas da sua vida pessoal - é um homem muito parecido com Nicolas Sarkozy na sua ambição, no seu lugar de origem, o Ministério do Interior, porque por ali se privilegia a percepção de autoridade e a capacidade de ser duro.

Manuel Valls é um homem de palco, popular e a sua escolha para Primeiro-Ministro tem tudo de manobra de comunicação, de spin da fraqueza de Hollande. Volta o fervor e a acção com objectivo da manchete à política francesa. Valls é um tipo interessante de acompanhar.

Sem comentários:

Publicar um comentário