domingo, 19 de março de 2017

Sugestões para a semana

Livros

«Carnaval no fogo», Ruy Castro, Tinta da China, 237 páginas. Mais uma magnífica edição sob a chancela de Carlos Vaz Marques com um dos grandes autores brasileiros que melhor retrata a sua sociedade e as suas gentes. Aqui a história do Rio de Janeiro, uma leitura agradavelmente açucarada.

«A República da Máfia», John Dickie, Edições 70, 547 pág. Toda a história dos primórdios da Cosa Nostra, Ndrangheta e Camorra. Ritmado, factual, extremamente interessante.

«A dama do lago», Raymond Chandler, Colecção Vampiro, 286 pág. Saudei na altura o regresso deste clássico que é a colecção Vampiro que reunia uma série de grandes autores de policiais. É o segundo volume que publicam de Chandler, Marlowe é irresistível, é um deleite de escrita a cada página.

Cinema

Em casa, sublinho esta noite na 2, à Meia-Noite, "Alemanha, Ano Zero", de Roberto Rosselini, um dos seus filmes do tríptico sobre o pós-guerra.
No TVC2, na quinta às 22h, mais um do ciclo dos baseados nas peças de Tennessee Williams, "Corações na penumbra" de Richard Brooks.
Em sala, recomendo esta semana que a Cinemateca continua a dedicar ao ciclo integral de Ernst Lubitsc. Pelas 18h Hans Hurch, todos os dias, explica a genial obra do grande cineasta.

Séries

Recomendo a estreia da terceira temporada de American Crime no TV Séries na terça.
Sugeria também que dessem mais atenção a uma boa série portuguesa na RTP1, "A filha da Lei", que para os meios que tem está bem realizada e na RTP 2 os últimos episódios do thriller sueco "Jordskott"

Documentários

Na TV5 espreitem o habitual Mediterraneo sobre a cultura dos povos que circunda o mar e um programa muito interessante que passa na madrugada de sexta, "300 millions de critiques", o mundo da cultura vista por vários ângulos dos que falam em franc~es

Exposição

Ainda têm muito tempo para irem à Gulbenkian verem a notável exibição da arte de Almada negreiros

Restaurante

O único restaurante que frequento dentro de um centro comercial é o do meu amigo Manuel fernandes, "O Madeirense", nas Amoreiras, toda a boa gastronomia, e simpatia, que vem daquela ilha tão simpática  

Sem comentários:

Publicar um comentário