quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Disparates de Adriano

O título não é nenhuma nova versão das "Memórias de Adriano", de Marguerite Yourcenar.

É apenas sobre os disparates e a imbecilidade de um professor, com obra publicada, na área da comunicação e que pretende formar profissionais de comunicação.

Leio, através do PiaR, o artigo de José Nuno Martins sobre as considerações desta criatura sobre as relações Públicas.

Já uma vez que escrevi que é em muitos casos total o desconhecimento do trabalho dos profissionais de Public relations e Conselho em Comunicação. Noutro texto alertei sobre a confusão entre a nossa actividade profissional e a de uns meninos e meninas que se dizem relações públicas de espaços nocturnos e que pontualmente se despem em revistas da especialidade.

Agora ver Adriano Duarte Rodrigues tecer considerações estúpidas sobre o que fazemos é que já se torna demasiado grave.

Também já tinha escrito que os jovens que frequentam universidades no campo da comunicação não têm preparação suficiente para trabalhar na nossa área. Temos muitos teóricos que nunca trabalharam nos media nem em agências de comunicação. Geralmente, diga-se, são os professores mais criticados pelos alunos.

Agora uma dúvida: onde andam as Associações do nosso mercado? Já reagiram? Não, claro. Estão entretidas com diversas coisas.

Se isto se passasse com os jornalistas, o sindicato já teria reagido. Se houvesse uma Ordem dos Consultores de Comunicação tenho a certeza que o Bastonário já teria reagido.

Sem comentários:

Publicar um comentário