segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

2013 - o balanço, os melhores e o melhor que se fez

O ano de 2013 para os portugueses foi um ano difícil, sem história. Marcado por vários episódios menores, como os "briefings", por figuras menores - miss swap, Machete, Maçães, entre outros.

Foi um ano em que batemos no fundo, mais abaixo é difícil ir, em que se perderam valores e não se reconquistou a esperança. Foi um ano de desilusão com a classe política, com a nazi máquina fiscal, com a lentidão da Justiça e ainda terminámos com a capital dominada pelo lixo, melhor retrato era impossível. Posto isto ficam os melhores de 2013:

Personalidade do ano: Ramalho Eanes
Melhor ministro: Paulo Macedo
Melhor líder: Rui Nabeiro
Melhor desportista: Cristiano Ronaldo e Rui Costa (ciclismo)
Melhor empreendedor: Álvaro Covões (com a sua vertente cultural)

Melhores Filmes: A Caça (Thomas Vinterberg), Lore (Cate Shortland)
Melhores Livros: Alfabetos (Claudio Magris), Agosto (Rubem Fonseca), O Tango da Velha Guarda (Arturo Perez Reverte)
Melhor Álbum: Yeezus (Kanye West)
Melhores séries lançadas em 2013: House of Cards, Hannibal, The Americans

Sem comentários:

Publicar um comentário