quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

O exercício do jornalismo e as redes sociais

Ser jornalista é uma profissão nobre. O jornalismo é um exercício fundamental para a sanidade e transparência das sociedades democráticas.

Vive hoje um problema na imprensa. Menos leitores, menos receitas publicitárias, redacções mais curtas e mais jovens porque são mais baratas. Faltam cabelos brancos no jornalismo actual.

Por outro lado, as telecomunicações, a internet e as redes sociais possibilitaram que todos possam expressar livremente as suas opiniões, cada pessoa pode fazer notícia, mas não é um jornalista.

É no jornalismo que deve ser feita a triagem entre o que é importante para a comunidade, apresentando todos os lados da notícia de forma racional, coerente e profissional.

Agora, cabe à comunicação social perceber que muitas das tendências são construídas por líderes de opinião que têm mais leitura nas redes sociais do que muitos "opinion makers" que escrevem no papel ou falam nas televisões.

O jornalismo tem de conviver com as redes sociais e até aproveitar e promover-se com o melhor delas, falta ainda essa visão a quem comanda os media.

Sem comentários:

Publicar um comentário