quinta-feira, 30 de abril de 2015

Os erros do "independente" Sampaio da Nóvoa

1º erro - Sampaio da Nóvoa é um desconhecido para os portugueses. Não tem notoriedade nenhuma e não pertencendo a um partido não tem uma máquina por trás. Por isso as televisões estiveram muito bem ontem ao não transmitir em directo o lançamento da sua campanha. É mais um entre muitos que quer ser Presidente, é abusivo ele achar que tem importância para marcar o seu discurso de apresentação para as 20.05h para os telejornais. É ridículo.

2º erro - Sampaio da Nóvoa aparenta alguma ingenuidade. Os portugueses podem respeitar as cátedras, mas não as valorizam. Acham que um professor é um tipo que diz umas coisas, mas não trabalha. E a verdade é que ninguém conhece o seu trabalho e para lá de uma discursata nunca se ouviu o seu pensamento sobre nada de nada. Chegar com cabelos brancos e ter estado calado toda uma vida não é currículo para ninguém.

3º erro - Sampaio da Nóvoa vende a percepção que é independente. Efectivamente esse é um bom cartão de visita, pois os portugueses estão cansados dos partidos. Porém, essa percepção cairá rapidamente por terra. É que ele é o candidato do PS que ainda não formalizou o seu apoio institucional para não desviar o foco das legislativas. Aqui gravitam dois erros: o de posicionamento do candidato face aos apoios que já recebeu, mas, sobretudo, do PS que julga que encontrou o seu bezerro de ouro mas terá com este candidato uma pesada derrota e a perda dos eleitores do centro.

4º erro - Considero humor negro que Henrique Granadeiro, um dos carrascos da PT, seja um dos seus apoiantes, marcando ontem presença e cumprimentando o candidato na presença dos media. Para quem. como Jorge Sampaio, mencionou que Sampaio da Nóvoa podia ser um factor de rejuvenescimento do debate político, apoios destes matam qualquer bom propósito que tenha.

Sem comentários:

Publicar um comentário