domingo, 8 de janeiro de 2017

Mário Soares

A maior bofetada de luva branca de Mário Soares em todos os que em vida o combateram com respeito e, sobretudo, nos energúmenos que, depois de internado e agora já morto, rejubilam e escrevem sobre ele o que não se escreve sobre ninguém que parte, é que foi ele um dos máximos obreiros que possibilitou a pessoas de bem e a energúmenos escreverem livremente, sem censura nem algozes, o que bem lhes apetece. Sim, Mário Soares é sinónimo de Liberdade. Errou muitas vezes, e eu já escrevi sobre isso, mas todos os homens livres agradecem a Liberdade em que vivem. Eu, sou grato.

Sem comentários:

Publicar um comentário