quinta-feira, 3 de março de 2011

O cinema e a política

De memória vêm-me à ideia diversos filmes sobre política. Muitas vezes não são só biografias, mas películas sobre aspectos diversos relacionados com esta nobre arte.

"All the kings men" (A Corrupção do Poder), de Robert Rossen, para mim é dos melhores filmes de sempre sobre esta temática com Broderick Crawford a dar inesquecível vida à ascensão e queda de um político, Willie Stark.

"Mr. Smith Goes to washington" (Peço a Palavra) de Frank Capra, com o discurso de 24 horas de James Stewart e a bondade e a inocência da política.

"O Último Hurrah", de John Ford, com Spencer Tracy, a última campanha de um político à antiga face a um jovem produto de televisão.

E acrescentaria a "Raínha", "Under Fire" (aqui como a comunicação mantém um morto a líderar uma revolução), "Z-A Orgia do poder", de Costa Gavras, entre outros.

Dei nota há dois dias da estreia na realização de Aaron Sorkin, criador de "West Wing", uma monumental obra televisiva sobre o poder na Casa Branca, e autor do guião de "A Rede Social", com um filme sobre John Edwards, o candidato democrata que abandonou a corrida presidencial por infidelidade.

O blog "Era uma vez na América", do Nuno Gouveia, agarrou nesta nota e acrescenta algo mais neste post que recomendo.

Sem comentários:

Publicar um comentário