segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

A mudança de expectativas e regalias é que chateia

Na semana passada tive uma reunião com um director de marketing de uma empresa. Passou do lado do Conselho em Comunicação para o do cliente.

Para essa pessoa está a ser muito positiva essa experiência. Trabalha-se bastante, mas existem mais regalias que compensam largamente a mudança, regalias essas que não tinha no meu sector de actividade. O de assinalar é quando me conta que os colegas não estão com a mesma motivação.

Perguntei porquê. Respondeu-me que a crise alterou a maneira de encarar o trabalho. Mais impostos, mas acima de tudo alteração de expectativas e quebra de regalias vigentes. A crise leva a cortes em tudo. Não só na nossa vida pessoal, mas sobretudo nas empresas.

O estado actual é o de ausência de expectativas e falta de esperança. É um quadro negro que afecta a maneira de trabalhar e a produtividade. Trabalha-se para sobreviver e vive-se pior sem se saber muito bem o que será o amanhã.

Sem comentários:

Publicar um comentário