sexta-feira, 19 de setembro de 2014

O poder das amantes

Gosto de mulheres, do mérito das mulheres, do talento das mulheres. Venceram preconceitos, conquistam o seu espaço, vão impondo-se calmamente, não abandonando a família mas com prazer no seu trabalho.

Depois, ainda há aquelas tristes notícias que não dignificam as mulheres em que, por motivos desconhecidos, algumas atingem cargos sem que tenham competência, experiência ou talento para os mesmos.

É o que se passa com a senhora Alina Kabayeva, a amante de Putin, ex-atleta de ginástica rítmica, que como experiência mediática tem apenas a apresentação de um talk-show e que agora vai liderar uma das maiores e mais poderosas empresas de media da Rússia.

Porquê? Não sei, são os segredos da alcova. Daqui a uns anos, se calhar, publica umas memórias como a Monica Lewinsky ou aquela senhora gaulesa que publicou "A Puta da República". Deste tipo de mulheres não gosto. 

Sem comentários:

Publicar um comentário