quinta-feira, 16 de outubro de 2014

As estrelas e a má gestão do seu dinheiro

Notícia interessante a publicada pelo DN (podem ler na totalidade aqui): «60% das estrelas da NBA ficam na ruína cinco anos após a reforma». Dá para meditar e pensar que não é só na NBA nem no basquetebol. Ainda há pouco Zamorano, Vieri, Brehme, e há muitos mais exemplos, deram provas de que uma gestão de carreira sem visão pode levar a que muito dinheiro possa ser perdido rapidamente.

Há a percepção de que as estrelas para serem estrelas têm de ter gastos exorbitantes e vícios caros. Gasta-se tudo no auge da carreira, pensa-se pouco no dia seguinte. Onde andam os conselheiros, os agentes, os empresários nesse momento?

Sem comentários:

Publicar um comentário