quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Conselho a políticos

Em 1922, Winston Churchill foi derrotado e não eleito para o Parlamento. «Ele pensava que o seu mundo tinha chegado ao fim» e partiu seis meses de Inglaterra. Nessa altura, Margot a mulher de Lord Asquith escreveu-lhe o seguinte conselho:

«Deixe-se estar; não foaça nada em política, continue a escrever e a pintar durante todo o tempo; não se junte aos seus antigos colegas que estão a fazer prodigiosas figuras de burros em todos os aspectos. Conserve amigos em cada porto - não perca nenhum. Os navios piratas são inúteis em tempo de paz. O seu couraçado está de momento fora de acção, mas se tiver a paciência de um Disraeli, com o seu notável temperamento, espírito brilhante e natureza bondosa, não vingativa, antevejo-lhe ainda um grande futuro».

Martin Gilbert, "Winston Churchill - Uma Vida"

Sem comentários:

Publicar um comentário