quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

De rei a falido

Quem acompanha regularmente notícias do Brasil, conhece há muito tempo Eike Batista. A primeira vez que guardei memória dele, muitos anos atrás, foi quando conquistou uma das mais belas mulheres brasileiras de sempre: Luma de Oliveira, de quem teve dois filhos.

Depois, foi sempre a subir até ao trono do homem brasileiro mais rico e sétimo do mundo. Empresário com participações em múltiplos negócios e com múltiplas loucuras e crendices, tem sido no ultimo ano e meio foco de notícias com o seu império a desabar.

De rei e magnata a vira-lata e falido tudo num ápice. Até já nem telemóvel tem porque a Justiça lhe retirou tudo o que tinha de luxo. Mais uma lição de vida: demora algum tempo a chegar-se ao topo, manter-se lá é complicado, mas cair de lá é muito rápido.

Sem comentários:

Publicar um comentário