quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Esclarecimento ao sr. Eduardo Oliveira Silva que escreve no I

Hoje li um artigo de opinião do sr. Eduardo Oliveira Silva que escreve num jornal pelo qual tenho muita simpatia, o "I", mas que infelizmente tem baixado muito a bitola ao nível dos artigos de opinião. Desapareceram Francesco Alberoni, Anthony L. Friedman e entraram diversas pessoas que desconheço quem sejam.

Faz uma análise aos Governos de coligação, sem esquecer o PS/CDS lá pelos anos 70, que governaram Portugal até chegar ao actual. O objectivo era criticar Paulo Portas.

Tenho por mim que Paulo Portas batendo o pé quando tem de bater, e sendo um negociador duro, tem tido uma postura de Estado e tem mantido uma coesão ao serviço de Portugal em todos os Governos que integrou.

O sr. Eduardo Oliveira e Silva faz ainda referência a um episódio, mencionando Pedro Santana Lopes, quando Paulo Portas tomou posse como ministro da Defesa e do Mar. O próprio Portas já desmentiu publicamente a interpretação errónea que foi dada a esse caso.

Por isso entendo que, quem escreve isto outra vez, só pode ser ignorante ou estar de má fé. No primeiro caso, o da ignorância, basta informar-se melhor. No segundo caso, a má fé, coisa em que não quero acreditar, isso depende apenas da formação humana de cada um.

Mas na minha opinião, quando a orquestra está afinada, a história diz que os governos de coligação podem ser mais úteis do que os de maioria absoluta. Da parte do CDS tenho a certeza que o rigor e o compromisso com Portugal se sobrepõem a qualquer interesse partidário.

PS: Li também no I que a circulação do jornal está a aumentar e fico satisfeito por isso (aumentou de 8 mil para 10 mil exemplares). Não gosto de ver bons projectos editoriais desparecerem. Mas para articulistas de opinião têm de melhorar o leque de oferta.

Sem comentários:

Publicar um comentário