domingo, 23 de junho de 2013

Extrema-direita francesa pode ser maior partido em 2014

Vejo esta notícia do Expresso com uma vitória da extrema-direita em França e com a ameaça desta força de Marine Le Pen se tornar o maior partido francês.

Terá o seu mérito, naturalmente, mas nos tempos de angústia e crise, as pessoas desacreditam da política e são mais facilmente seduzidas por movimentos radicais.

Desde que a França perdeu Mitterrand, nunca mais se impôs na arena internacional e as lideranças têm sido decepcionantes. Chirac, Sarkozy e Hollande, que em tão pouco tempo bateu recordes de impopularidade, perderam importância. Não é só a França, mas a própria Europa que precisava de uma liderança forte com sotaque gaulês.

Enquanto as coisas continuarem assim, a Frente Nacional crescerá por ali. E no resto dos países europeus, forças radicais e extremistas reforçar-se-ão perigosamente.

Sem comentários:

Publicar um comentário