quinta-feira, 21 de novembro de 2013

JFK

Foi há 50 anos em Dallas. Alguém, ninguém sabe ainda muito bem quem, apesar das inúmeras especulações e teorias da conspiração, disparou sobre o maior ícone que habitou a Casa Branca.

Tantas décadas passadas e tanto fascínio continua a despertar. A sua imagem marcou a comunicação política, a sua família marcou gerações nas revistas sociais. Fez discursos brilhantes e tinha um carisma impressionante.

Mas o que é certo é que tinha um lado obscuro e que durante a sua presidência permaneceu ocultado. Da sua liderança, que foi curta, o legado em termos políticos é um vácuo, mas deixou uma galeria fantástica de palavras ditas (como diria Mário Viegas) e de fotos inolvidáveis.

John Kennedy perdurará na história como um mito. Ficando a aura, e a dúvida, do que poderia ter feito. Como dizia Pessoa na "Mensagem": «O mito é o nada que é tudo».

Sem comentários:

Publicar um comentário