sábado, 13 de junho de 2015

Em Espanha as coisas mudaram mesmo, aqui não

Madrid, Barcelona, Valência e Saragoça. As quatro maiores cidades de Espanha mudaram para coligações de esquerda. Na capital é mesmo Manuela Carmena apoiada pelo Podemos que se tornou ontem "alcadesa" (presidente de câmara) depois de muitos dias de negociação com o PSOE e ditando o afastamento da histórica Esperanza Aguirre.

Das eleições municipais e autonómicas tinha saído o fim do bipartidarismo e a ascensão dos partidos de cidadãos, mas faltava saber que pactos nasceriam para o governo das cidades. O PSOE coligou-se na maior parte dos casos com o Podemos e outros movimentos contra o PP. Por isso, visivelmente, as coisas mudaram.

Até do lado Casa Real também se deram outros sinais, com o novo Rei a tirar o título de Duquesa de Maiorca à sua irmã Cristina, para acabar o despautério dela e do seu marido que durante um ano foram um dos vértices do ataque à reputação da monarquia.

Em Portugal nada de novo, os mesmos de sempre. E os que queriam ser novos, também são os mesmos de sempre. Portugal é um País muito conservador e pouco atreito à mudança.

Sem comentários:

Publicar um comentário