segunda-feira, 15 de junho de 2015

«Os pândegos», Marques Mendes e a TAP

Marques Mendes no seu espaço de opinião, aos sábados, na SIC tem mostrado uma enorme proximidade com o Governo. É sabido que traz "cachas" que dariam muito jeito aos jornalistas, notícias, essas, em primeira mão que lhe são reveladas pelo próprio Governo. Além do mais, tem sido um apoiante feroz do mesmo.

Neste sábado, por causa da TAP, desviou a sua rota habitual. A Pires de Lima e Sérgio Monteiro, responsáveis operacionais no Executivo pela venda da transportadora portuguesa, chamou-lhes uns «pândegos»..

O motivo da mudança relatou o Expresso no sábado, antes do comentário: «A operação (de venda da TAP) movimentou muitos assessores. Incluindo dois advogados com influência na política e que intervieram ativamente: Marques Mendes, da Abreu Advogados, estava com Efromovich; António Vitorino, da Cuatrecasas, com Neeleman. A proposta que venceu foi a apoiada pela Cuatrecasas».

Em resumo: Marques Mendes é um pândego.

Sem comentários:

Publicar um comentário