segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Manobra de spinning de Olivier

Gosto dos Olivier(s), mas nunca fui fâ do Guilty que achei sempre um daqueles espaços do nacional-parolismo, onde se come mal e no meio metem umas meninas a dançar em cima das mesas.

O Guilty, mais do que um restaurante, tornou-se um espaço para divorciados e mais um batalhão de pseudo jet-set. Tanto no Olivier, como Yakuza, como no Guilty o denominador comum é o seu dono: Olivier da Costa.

Primeiro li esta notícia: Olivier detido pela ASAE.

Depois li esta: uma acção de marketing de guerrilha de Olivier.

Para os menos entendidos esta é uma manobra de spinning. Tentar apagar, com algo engraçado, uma notícia que afecta a reputação do empresário.

Mas, de facto, os chefes de cozinha estão na moda.

Sem comentários:

Publicar um comentário