sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Peter Kenyon deixou o Fundo que comprou jogadores ao Sporting

Os Fundos de Investimento em jogadores de futebol, permitidos em Portugal, mas por exemplo proibidos em Inglaterra, têm sido um recurso para capitalizar os passes dos clubes portugueses e servirem de parceiros na aquisição dos mesmos.

No Sporting (no Benfica também) têm sido notícia as alienações de partes de passes de jogadores ao Quality Football Ireland Limitted, de Peter Kenyon, Jorge Mendes e outros investidores.

No caso, como poderão constatar nesta notícia que tem como fonte indesmentível a comunicação oficial à CMVM, os jogadores leoninos foram Elias, Van Wolfswinkel, Rinaudo e Diego Rubio.

Pelo que sei, a saída de Peter Kenyon deste Fundo não terá sido por bons motivos, mas aguardo que os órgãos de comunicação desenvolvam esta minha notícia.

O problema, ao que julgo saber, envolve pagamentos e o Sporting vai ter de procurar novo parceiro ao nível de Fundos para alienar as mesmas parcelas dos passes dos jogadores citados.

Num momento em que o estado financeiro do Sporting, infelizmente não é nada bom, a alienação de parte dos jogadores é fundamental para o pagamento de salários e possível, e necessário, reforço da equipa. Mais um trabalho urgente para a actual direcção.

PS: Ontem vi um filme de um minuto de Godinho Lopes, sobre a auditoria que todos os sócios aguardam por conhecer, que é pouco cuidado em termos de produção e imagem, muito amador diria mesmo, e com uma mensgem, no mínimo, inóqua.

Sem comentários:

Publicar um comentário