quinta-feira, 29 de março de 2012

O caso inexplicável da medição de audiências televisivas

Num mercado televisivo concorrencial, uma décima nas audiências é muito importante. Com a alteração da empresa que estudava e apresentava os resultados das audiências televisivas, rapidamente caíu o Carmo e a Trindade.

Para o lugar da Marktest, entrou a GFK. Empresa credível e a que mais acertava nas sondagens políticas apresentadas na televisão em dias eleitorais (apresentava-se com o carimbo Intercampus).

Mas uma coisa são estudos de mercado, outra coisa é meterem-se num campo em que, se calhar, não estavam devidamente preparados. A RTP esperneou, ao perder uma enorme fatia do seu público, por causa do novo critério de estudo apresentado. Agora, bate a TVI com a porta.

O que vai acontecer? Talvez novo concurso, mas durante uns tempos vai ser impossível aos anunciantes saberem, com credibilidade, que audiências têm realmente os programas onde decidem investir em publicidade.

Sem comentários:

Publicar um comentário