sábado, 8 de dezembro de 2012

Os problemas de comunicação do Governo vistos por mim hoje no DN

Hoje, o Diário de Notícias, na página 3, ouve os politólogos José Adelino Maltez, André Freire e eu próprio, enquanto especialista em comunicação sobre os problemas comunicacionais do Governo. O que disse é simples:

Que o Governo tem tentado com boa vontade, mas não da melhor maneira, passar as suas mensagens. Ao contrário de José Sócrates, onde cada iniciativa política era cuidadosamente estudada, em termos de comunicação, antes de ser aplicada, o actual Executivo tem o condão de poucas medidas marcarem a agenda e quase sempre parece que estão a reagir e não no controlo dos acontecimentos.

Há também uma falha de coordenação. No anterior Governo PS, havia um núcleo duro, restrito e o epicentro da comunicação estava em S: Bento. Hoje desconhecemos quem faz a coordenação e a comunicação é difusa.

Num quadro de um Governo de coligação e em tempos em que não há dinheiro nos bolsos dos portugueses, passar a mensagem é sempre mais difícil.

José Adelino Maltez tem uma análise muito interessante e que reproduzo: «Passos Coelho não sabe poesia, não sabe  utilizar a metáfora, precisa de um assessor literário. Paulo Portas não desperdiça um minuto, sabe o valor das palavras».

Sem comentários:

Publicar um comentário