sábado, 15 de dezembro de 2012

A Vida é Bela: um empreendedor falhado

O Expresso dá chamada de primeira página e foto grande no caderno de Economia, e muito alegre, a António Quina, o fundador da Vida é Bela.

Durante vários anos foi apresentado como um jovem empreendedor de sucesso e o Expresso parece que continua a pensar da mesma maneira. Hoje, este empresário cuja empresa faliu, refugiou-se no Brasil sem pagar diversas despesas que contraíu, deixando fornecedores em colapso e uma montanha de pessoas que comprou os seus serviços em protesto.

Mas a Vida é Bela e o Expresso - se calhar é ironia, mas é uma pobre ironia - continua a achar que balões, páraquedas e outras experiências dão motivos para gáudio a um empreendedor que falhou.

Tantas pequenas e médias empresas que têm obtido sucesso lá fora, pelo seu mérito, pelo seu dinamismo, pela sua inovação deviam ser tema de um jornal de referência.

Uma entrevista a um dono de um projecto que acabou até pode ser notícia, mas continuar o tom de promoção de um empreendedor falhado e refugiado no Brasil é algo que não compreendo.

Sem comentários:

Publicar um comentário