segunda-feira, 26 de abril de 2010

O Terceiro Homem

Não vou falar do mítico filme de Carol Reed, que juntava em Viena, Orson Welles e Joseph Cotten e tinha uma música que fica na história do cinema.

Falo de como os media adoram dar atenção quando surge um terceiro homem, numa corrida eleitoral que, à partida, se joga entre dois.

Em França, nas últimas presidenciais, o espaço mediático foi tão ocupado, na primeira volta, pela dupla Sarko-Ségo bem como François Bayrou.

Agora, em Inglaterra, Nick Clegg é o factor divisor de uma sociedade bipolarizada e a surpresa desta jornada. E a prova de que as sociedades gostam, em determinadas alturas, de algo novo.

Clegg está no mesmo campeonato de brown e cameron. mas não está noutro campeonato: o do apoio dos grupos de media. É que em inglaterra os jornais tomam partido e anunciam quem apoiam. É salutar para a democracia.

E uma nota: Rupert Murdoch, o barão dos media, apoia Cameron, como antes apoiou Blair.

Sem comentários:

Publicar um comentário