segunda-feira, 25 de julho de 2011

Uma vida no Facebook

O Facebook é uma magnífica ferramenta de trabalho para quem o sabe utilizar e, naturalmente, também de diversão.

A rede de Zuckerberg é "um reality show", com a diferença de que se pode controlar o seu destino. Mas há algo que me dá vontade de rir que é o chamado "estado", relativo ao estado civil.

O «está numa relação» é perfeitamente ridículo e então o «está numa relação aberta», no meu entender deve ser alguma mensagem subliminar referente a qualquer espécie de deboche.

Contaram-me uma história:

Uma menina que tinha um namorado com muitos amigos e que permanecia «solteiro» no Facebook e na vida real, perguntou-lhe uma vez se ele não pensava mudar o «estado», pois ela gostava de comunicar ao mundo que tinha um príncipe encantado.

- Ele, taciturno, e pouco de exposição de vida pessoal respondeu: penso mudar...

- Ela, satisfeita, pergunta quando...

- Quando me casar...

Dizem que a relação acabou pouco depois, mas é a diferença entre - ela - quem vive a vida no Facebook e quem - ele - trabalha no Facebook.

Sem comentários:

Publicar um comentário