sábado, 9 de julho de 2011

A mudança de Marina Silva

A candidata revelação das últimas presidenciais brasileiras, Marina Silva, decidiu abandonar o partido que integrava, os Verdes, tendo em vista a sua recandidatura em 2014 ao Planalto.

E saiu assim: «não podemos falar das conquistas do nosso país separando-as da baixa qualidade do sistema político»; «desvios éticos tornados corriqueiros e a perplexidade da população face à transformação dos partidos em máquinas obcecadas pelo poder em si mesmo».

E acrescentou: «esta não é a hora para ser pragmático. É hora de ser "sonhático" e agir para concretizar os nossos sonhos».

Falou bem.

Sem comentários:

Publicar um comentário