quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Soares Franco na FPF e Pinto da Costa está esquecido

Gostava de ter um sportinguista na Federação Portuguesa de Futebol, mas não sou cego.
Defendi que Godinho Lopes devia ter a sua escolha para Presidente da FPF e que devia estar no processo preparatório e negocial e passado uns dias vi, com gosto, Godinho e Duque à mesa para discutirem esse mesmo processo.

A partir do momento em que o Sporting monta uma estratégia e escolhe um candidato, esse é a partir desse momento o candidato de todos os sportinguistas. Fernado Seara é do Benfica sem dúvida, mas se for essa a escolha tenho por adquirido que outras coisas foram negociadas em benefício do Sporting Clube de Portugal.

Passado um dia da liderança deste processo para a FPF, onde Godinho Lopes está no centro da decisão, surge Filipe Soares Franco, ex-presidente do Sporting com o apoio do Porto e de outros clubes na órbita de Pinto da Costa.

Temos de reconhecer que a história nos diz que o presidente do Porto é um prodígio na comunicação e na percepção dos poderes do futebol. Pinto da Costa sente que algo está a mudar e teve de se mexer. Só é pena que utilizando um ex-presidente do Sporting, que se esteve marimbando para a a estratégia do nosso clube, o que considero no mínimo ridículo.

Mas Pinto da Costa conta com o esquecimento dos escribas, mas não conta com o meu esquecimento. Relembro esta troca de galhardetes:

Soares Franco: «O Papa está a morrer».

Pinto da Costa: «Nunca vi uma girafa dizer coisas acertadas».

Pois ao sentir que o mundo do futebol está a mudar, os velhos inimigos aliam-se. Uma aliança Papa/Girafa que é no mínimo discutível e de duvidar. E de combater.

Sem comentários:

Publicar um comentário