segunda-feira, 12 de setembro de 2011

11 milhões de comissões no Sporting e o salário de Duque

Muito para explicar sobre esta notícia. E não me venham dizer que a notícia de O Jogo, que é um jornal muito equilibrado, é feita por inimigos do Sporting - a mesma conversa do costume como se apoiar fosse calar - pois o autor da notícia, o Jean-Paul é um bom jornalista e um tipo sério.

Já sabemos que há passes que têm de ser comprados, mesmo quando os jogadores vêm a custo zero (casos Rodriguez e Arias, neste caso custou 900 mil euros e temos Cédric e João Gonçalves para a mesma posição, não esquecer), mas, meus amigos, 11 milhões em bolo global de comissões não é de mais?

Quem são os cavalheiros que representam estas entidades todas que recebem comissões? Mas o futebol que é um espectáculo fantástico e honesto pois é vivido com paixão pelos adeptos, tornou-se um negócio de vampiros comissionistas e de off-shores sem rosto?

Num clube que «não tem dinheiro para fazer cantar um cego», Godinho Lopes dixit, 11 milhões em comissões é normal?

E que dizer do salário de Luís Duque? Vão-me dizer: é normal. Não é, não senhor. José Eduardo Bettencourt foi o pior Presidente do Sporting e também o primeiro a ter uma remuneração. Auferia na casa dos 20 mil euros, mas era muito menos do que ganhava na sua actividade profissional, honra lhe seja feita.

Agora Duque aufere sensivelmente o mesmo. Mas a pergunta simples é: mas quanto ganhava antes de vir para o Sporting?

Pois bem, entendo que quem tem paixão por um clube, naturalmente não deve perder dinheiro, mas deve ganhar sensivelmente o mesmo que ganhava na sua função anterior. Isolando o caso de Godinho Lopes, que não é remunerado, e dos activos do clube, gostava muito que estudassem a diferença entre o que os funcionários do Grupo Sporting auferiam antes de ir para lá e o que recebem agora.

Sem esquecer as cunhas e o compadrio de muita gente que está no Sporting a ganhar o que nunca ganharia a trabalhar com o curriculo que tem. Depois falam de quotas suplementares para as modalidades, mas se cortarem em salários na sede social do Sporting vão ver que têm uma excelente maneira de equilibrar as contas das modalidades ditas amadoras.

Assuntos que deviam ser tratados e explicados hoje na reunião do Conselho Leonino.

Sem comentários:

Publicar um comentário