terça-feira, 11 de outubro de 2011

O futebol português é uma trampa

Há muito tempo que já sabemos que se forjam campeões nos poderes obscuros da arbitragem e dos conselhos de justiça.

Respeito os adeptos de todos os clubes, pois eles apenas gostam das suas cores e querem golos, bom futebol e vitórias dos seus. É o lado mais ingénuo do futebol e também o mais bonito.

Em qualquer desporto, deve ganhar o melhor, pelo seu valor, pelo seu trabalho. O problema é quando há trabalho sério, mas depois existe uma mão invisível que deturpa a verdade e a justiça desportiva.

O Sporting tem sido o campeão do prejuízo, vitimado por estes poderes podres que ainda minam o nosso futebol. Há mais de 20 anos que as caras são as mesmas nos esquemas do futebol, que se perpetuam como lapas, criaturas que vemos nos jornais, nas televisões, no dirigismo.

Com o mesmo discurso sem causas regeneradoras, em que impera apenas a vontade de influenciar subrepticiamente um desporto que é bonito e apaixona milhões de pessoas.

A notícia que leio aqui hoje sobre o jogador Hulk é uma tragédia para o futebol e a prova de que o futebol português é uma trampa. Afasta espectadores dos estádios, cria a suspeita que não chega ganhar dentro das quatro linhas. O Sporting tem também de tomar uma posição, pela verdade e pela justiça. É um combate que Godinho Lopes tem de continuar pois os sportinguistas estão com ele.

Sem comentários:

Publicar um comentário