sábado, 21 de janeiro de 2012

Os media como saco de boxe

São sempre deliciosas as primárias americanas. No último debate, Newt Gingrich, de novo em ascensão, bombardeou os media. E o povo gostou.

Questionaram-no sobre as declarações da ex-mulher, «quer comentar?». «Não, mas vou comentar». E disparou: «penso que a natureza destrutiva, perversa e negativa de muito jornalismo tornam mais difícil governar esta nação e atrair gente decente para a política».

Fantástico. Do homem que espoletou, com a ajuda de Kenneth Starr, uma cruzada moral contra Bill Clinton e um determinado vestido azul, e que ao mesmo tempo tinha uma amante.

A política precisa de gente decente, mas devia dispensar os hipócritas.

Sem comentários:

Publicar um comentário