sexta-feira, 11 de julho de 2014

Fernando Ulrich: banqueiro, ex-jornalista ou abutre?

Fernando Ulrich é um banqueiro pouco convencional. Em vez do silêncio que é o código de honra dos grandes banqueiros, tem uma atracção ou vertigem do disparate quando tem um microfone à frente.

Para quem não sabe, Ulrich foi jornalista e acha assim que está preparado para dizer o que lhe apetece. Pois bem, como já expliquei no passado nem todos os jornalistas dão bons especialistas de comunicação, nem todos os consultores de comunicação dariam bons jornalistas.

Ulrich pelas suas diversas declarações desastradas, tem sido o campeão das crises reputacionais derivadas de erros de comunicação na banca portuguesa, o BPI já pagou várias vezes os seus erros. Quem não se lembra do «ai aguenta, aguenta»? Por isso, não é a melhor pessoa para analisar a comunicação dos outros, sobretudo em tempos difíceis por onde, aliás, o seu BPI já passou com enormes tempestades também, mas a memória é curta.

Ulrich, num momento difícil para a banca portuguesa tem o dever de recato, não contribuir para assustar sem razão as pessoas. O líder do BPI está a tempo de mostrar se quer ser um banqueiro, um ex-jornalista ou um simples abutre. 

Sem comentários:

Publicar um comentário