domingo, 9 de março de 2014

O verdadeiro motivo das birras de Mário Soares

Em plena campanha eleitoral de 2011, Mário Soares surpreendeu tudo e todos ao visitar a sede do PSD, na São Caetano. Na altura, reconheceu qualidades a Pedro Passos Coelho e disse que «ele era um homem bem intencionado».

Passado pouco tempo do líder do PSD ter assumido a condução do Governo, Soares colocou-se na primeira linha dos disparos contra ele. Já chamou tudo ao Primeiro-Ministro, já pediu demissão, já reuniu esquerdas (e outros) na Aula Magna.

O motivo verdadeiro das birras de Mário Soares era que o Governo lhe tinha cortado apoios para a sua Fundação. É que na vigência de José Sócrates, apesar da crise que se instalava, a Fundação Mário Soares recebeu 600 mil euros do Governo, como hoje escreve a manchete do CM. Com Sócrates nunca houve birras. Tudo amigalhaços.

Sem comentários:

Publicar um comentário