quinta-feira, 18 de março de 2010

Ministras indispensáveis

Num tempo em que pouco se fala do País e em que a oposição está enredada numa questão de estatutos é tempo de chamar a atenção para duas senhoras.

Todos sabem, pelo menos os que acompanham estas coisas, que os mais próximos de Sócrates são Silva Pereira, Vieira da Silva e Luis Amado, mas há duas ministras que têm sido muito importantes.

Isabel Alçada soube pacificar a Educação e fez sentar à mesa todas as partes desavindas o que há pouco tempo parecia impossível.

Melhor ainda Ana Jorge, que já se sabia ser uma excelente técnica. A Saúde que foi um campo de tiro mediático no tempo de Correia de Campos, tornou-se um mar em tempo de calmaria. Tem sido uma gestão política sublime numa área que é das mais explosivas e expostas ao ataque da oposição. São neste momento duas ministras indispensáveis.

Sem comentários:

Publicar um comentário