quarta-feira, 31 de março de 2010

Facebook (2)

O Facebook tem diversas potencialidades profissionais que eu, ontem, não desenvolvi por já ser extenso o post.

É natural que as marcas e «marketeers» por aqui andem e seja um bom campo de promoção para elas. E tem também os seus lados ridículos como o PR no Buzzofias, já sobejamente citado demonstrou.

O lado mais interessante para quem anda por aqui com olho profissional e não só pelo lado pessoal é o da detecção de tendências. Aqui vê-se bem o politicamente correcto, vêem-se os nomes, os temas que mobilizam mais quem frequenta esta rede social.

Falar de futebol, religião e televisão traz mais leitores. Nos últimos meses falar em Pedro Passos Coelho, Jorge Jesus, no Facebook, em Marcelo Dourado (no Brasil), corridas de touros (em Espanha), etc, traz mais leitores.

Aqui se vêem as tendências que contam, tal como se se falar mal de Sócrates também é leitura obrigatória. É este lado de detector de tendências que poderá ter maior importãncia para «marketeers» e profissionais da comunicação.

Uma nota engraçada: ontem foi muito polémica a minha frase de que os homens de fato e gravata eram os mais perigosos no FB. Recebi sms, telefonemas, mensagens privadas e de chat sobre gente que nem está na minha rede que mudou de foto por causa desta afirmação.

Não perceberam uma coisa: eu adoro criar soundbytes, e esse era o meu de ontem. Podia ter escrito cuidado com os homens de boné, mas optei pela outra imagem. Chamando a atenção para uma rede que é «social friendly».

Se alguém mudou de foto é porque é inseguro ou não está de consciência tranquila. Agora, se eu quisesse particularizar algum caso era fácil no FB: tornava-o "unfriend" e ontem não o fiz a ninguém. E sobretudo, como já devem saber, eu não dou importância a gente irrelevante.

Mais uma vez fica provada uma teoria minha e já escrevi muito sobre ela, aplicada à comunicação e a ninguém em particular: existem ratoeiras e não "gatoeiras". Há gatos e ratos. Os ratos esperneiam e guincham, porque são fracos e caem nas ratoeiras. Os gatos estão tranquilos: sorriem a observar o espectáculo.

PS: e via FB, logo de manhã, fiquei a saber que o Marcelo Dourado (o mais falado no FB, as tais tendências de que falava) ganhou o BBB 10. Eu preferia a Fernanda.

Sem comentários:

Publicar um comentário