quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Selecção perdeu o norte e um patrocínio

Foi uma lástima, já habitual com Carlos Queiroz, o que se passou na Noruega. Lá voltamos às contas com a calculadora na mão em fases de qualificação.

A nossa selecção perdeu a alma e liderança. perdeu apoio popular e naturalmente muitos patrocinadores estudam se vale a pena continuar ligados a este drama diário de que madaíl tem muita culpa por não ter demitido de imediato o treinador após a África do Sul.

Vejo a notícia do Briefing e com mágoa vejo a Samsung a abandonar o barco. É um sinal. E o sinal mais evidente foram as, apenas, 9 mil pessoas que estiveram em Guimarães com Chipre.

Um problema grave de comunicação para a Federação que a empresa ligada a Madaíl que cuida dela tem de resolver. Empresa da Federação ligada a madaíl, repito para não haver dúvidas.

Sem comentários:

Publicar um comentário