sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Chega de insultos

Hoje, via facebook do Luís Paixão Martins (pois acabou a sabática e já está na rede social mais simpática e calculo que depois deste post vai ter mais pedidos de amizade) sou obrigado a concordar - coisa rara - com Fernanda Câncio neste artigo.

De facto é confrangedor o nível de comentários dos media tradicionais on-line. Desgraçadinhos, pessoas sem nada que fazer, tropas pagas para fazer aquele trabalho, desiludidos, frustrados, etc.

Todos eles fazem parte de uma horda de trogloditas que, muitas vezes anonimamente, aproveitam esses espaços para vazar as suas angústias, raivas e ressabiamentos.

Ao contrário dos meios tradicionais on-line, de facto as redes sociais controlam o nível de comentários e quem os faz. Por isso a posição de Fernanda Câncio é perfeitamente compreensível.

Aqui neste blog também de vez em quando aparecem os idiotas do costume. Um, o idiota-mor do mercado, finalmente percebeu e desapareceu. O outro, o funcionário camarário há décadas, pago por todos nós, ainda continua a vir aqui passear as suas frustrações.

Este asno ainda não percebeu que os links das notícias basta carregar nelas para aparecerem, mas vale o que vale.

De facto, abrir algo para ver insultos é perfeitamente ignóbil. Neste caso a fernanda Câncio esteve bem.

Sem comentários:

Publicar um comentário