quinta-feira, 19 de maio de 2011

A um dia do debate final uma aula de comunicação política

É amanhã que acontece o debate entre José Sócrates e Pedro Passos Coelho. As sondagens, no geral, dão um clima de empate técnico entre os dois partidos, mas sondagens internas dos mesmos dão outros resultados, com o PSD mais à frente.

O debate de amanhã é fulcral. Vamos ter a cara dos últimos seis anos contra o rosto da mudança. Vamos ter o político com o maior índice de rejeição dos últimos tempos contra o aspirante de currículo limpo e fresco.

Nas últimas semanas Sócrates tem recuperado e Passos não se tem afirmado, segundo rezam as últimas sondagens. Sócrates é um prestidigitador e tem-se saído bem nos debates. Já meteu e decorou a cassete que queria. Passos nos debates tem sido ingénuo e muito explicativo em excesso. Nos minutos finais tem sido fraco.

E fraco porquê? Porque ainda não tocou no coração das pessoas, ainda não as arrebatou, ainda não lhes deu esperança. É que no momento de crise em que vivemos, e que muitos ainda não se aperceberam disso, também é útil na comunicação política ouvir falar de esperança.

Neste debate quem marcar o ritmo vai ganhar. Se Sócrates passar o ónus de que gosta actualmente, de se vitimizar, de acenar com o papão dos que querem privatizar o estado social, estará bem lançado para o ganhar.

Então o que Pedro Passos Coelho tem de fazer? Iniciar e terminar o debate recordando os seis anos deste caminho que quase nos levou à bancarrota para sustentar os elevados índices de rejeição de Sócrates. Deve mencionar o "VOLTAR A ACREDITAR" de 2005 e o canto da sereia com que Sócrates não falou verdade aos portugueses.

E durante o debate deve ter três palavras que serão o seu guião: credibilidade, confiança, esperança. Apresentar as suas propostas com realismo, com o conhecimento do país real e não como um dramalhão mexicano. Falar verdade mas com compaixão.

Sócrates está bem preparado para as televisões, mas não sinto o mesmo em Passos. Neste debate, Passos tem de deixar de ser ingénuo e bom rapaz, tem de exibir a dureza de quem quer ganhar e a volúpia do poder. Vamos ver o que acontece amanhã.

Sem comentários:

Publicar um comentário