terça-feira, 10 de maio de 2011

Três jornalistas em grande forma

Até poderão ser mais e são. Mas quero enquanto leitor dar o devido destaque a três jornalistas que, a meu ver, estão num grande momento de forma.

Primeiro, quero salientar o salto qualitativo do Expresso desde que o Ricardo Costa assumiu funções. Conheço-o há muitos anos, não o conheci propriamente há pouco tempo num lançamento de um livro, com ele, a determinada altura da minha vida, falei muitas vezes por causa da política.

O Ricardo é um dos grandes jornalistas portugueses, para lá de brilhante comentador político, e está a fazer do seu jornal a referência que foi com notícias (e o director voltou a fazer notícias), revistas Actual e Única de muita qualidade e textos acutilantes.

A seu lado, replicando a dupla de sucesso do Expresso da Meia-Noite, Nicolau Santos, bom jornalista e homem culto, na Economia continua a dar cartas e com um último texto prodigioso sobre Portugal. Tenho enorme respeito por ele, apesar de em tempos, e ele decerto o compreenderá, as minhas funções da altura me obrigassem a tomar certas posições.

Por último, mas não menos importante, que grandes prosas tem feito o meu ex-colega e bom amigo Pedro Santos Guerreiro no Jornal de Negócios. Conheço-o há 15 anos e para lá do seu talento e bom senso natural, tem havido uma evolução fenomenal nas suas análises, com uma acutilância e um estilo que o tornam neste momento imperdível.

PS: Há muitos anos sempre imperdível continua Ferreira Fernandes, todosos dias no DN e na revista de Sábado. O seu texto sobre Bin Laden desta semana é daqueles para guardar.

Sem comentários:

Publicar um comentário