sábado, 21 de julho de 2012

O que está a dar é ser serralheiro

Esta notícia é verdadeira e sentimos sempre na pele quando se passa connosco. Quando temos um problema em casa, vemos os preços que as velhas profissões, que para muitos sem visão são indignas, cobram para nos tratar de um cano, da luz, etc.

Em tempos de crise generalizada saber um ofício, como diriam os antigos, é uma escapatória. Em Portugal não basta ser engenheiro ou doutor em qualquer coisa para se obter um emprego. E é digno trabalhar, o que é indigno é não querer trabalhar.

Sem comentários:

Publicar um comentário