segunda-feira, 4 de maio de 2015

«As pessoas só se lembram do que corre mal»

A frase do título do post está entre aspas porque, apesar de poder ser dita por qualquer político, ela foi proferida por Nick Clegg, líder dos Liberais-Democratas que estão em coligação com os Conservadores de David Cameron na Grâ-Bretanha.

É uma máxima verdadeira, ainda mais acentuada pelas redes sociais que nunca deixam prescrever o que é dito nos media. Qualquer Governo se bate para que as boas notícias ocupem o espaço mediático, porém, a queda dos poderes tradicionais e a ascensão de micro-poderes aliados a um cada vez maior número de líderes de opinião nas redes sociais leva a que os estados de graça sejam muito rápidos e as críticas floresçam mais rapidamente do que flores na Primavera.

A memória das pessoas para o mau é acentuada pela ausência de credibilidade, de densidade dos políticos modernos. É um enorme desafio fazer e estar na política no século XXI especialmente para os políticos que continuam a viver a política como se estivessem no século passado.

Sem comentários:

Publicar um comentário