quarta-feira, 16 de junho de 2010

Os Calimeros e o «provocador»

O Pedro Rodrigues da Desafio Global, maior empresa de eventos do País, tem um excelente blog, que recomendo, chamado The Eventologist.

Como li na Briefing deste mês num comentário da Galeria de Honra, onde eu também constava por outros motivos que agradeço ao seu director, o seu blog diz muito sobre a sua empresa e a sua maneira de ser no trabalho e na vida pessoal.

O Pedro fez um post muito engraçado sobre a maneira de encarar a sua equipa de trabalho. E como evita os Calimeros «o que separa o sucesso do fracasso».. Leia aqui.

Eu acrescentaria mais factores: uma das coisas que mais odeio ouvir é consultores a lamentarem-se que estão cheios de trabalho. Meus amigos, é uma bênção o trabalho e auguro que gostam do que fazem, sendo assim tenham alegria no trabalho.

Para além disso, é muito importante saber gerir o tempo, repito, muito importante saber gerir o tempo. Trabalhar com profissionalismo mas usufruir dos tempos de lazer. Não digo desligar. Porque quem trabalha em comunicação deve ter antenas alerta mesmo em lazer.

É no lazer que nos inspiramos, é no lazer que sabemos quais as tendências, é no cinema, na musica, nos livros, na arte, na tauromaquia, no desporto, nos eventos que nos inspiramos, dentro dos gostos de cada um, para sermos melhores profissionais.

Quem se está sempre a queixar devia de ir para um sindicato. Nas lamúrias dos que se queixam fica bem expressa a diferença entre um consultor de comunicação e um simples operário da comunicação. Ou nas palavras do Pedro aqui aplicadas: o que separa o sucesso do fracasso.

Os Calimeros da comunicação não são consultores. São operários da comunicação.

Por outro lado, o Pedro Rodrigues, noutro post, considera o PiaR e o meu blog, este que lêem, dos mais interessantes de comunicação em Portugal. Eu agradeço.

E ele dá-me um epíteto: Rui Calafate, o «provocador». Gosto. Mas sou obrigado a citar José Mourinho: «não sou um falso modesto nem um provocador. Sou um trabalhador».

Agora não tenho pudores em escrever o que me apetece e o que aqui escrevi em seis meses tem batido certo, representando as minhas opiniões.

E há uma coisa que podem continuar a contar: inspiração, porque na vida sempre soube gerir o meu tempo e a minha carreira, porque usufruo dos tempos de lazer sem nunca deixar de estar contactável para quem precisa. E como sabem já alguns, continuarei a ajudar quem precise sempre que puder.

Quem não gosta, que continue com insónias e a ver fantasmas à noite. É o que separa um «provocador» de um Calimero. O sucesso e o fracasso. E o Pedro Rodrigues é um «provocador» de que também gosto.

Sem comentários:

Publicar um comentário