terça-feira, 21 de dezembro de 2010

PR/Dark Side - Para todos os consultores lerem

Grande texto do Alexandre Guerra, agarrando no artigo da Economist citado pelo Luís Paixão Martins.

Com uma reflexão minha: será que na vida interessa ter uma vida entediante e certinha ou estar onde as coisas acontecem e influenciar o curso da história?

Lembro-me sempre de uma frase de Napoleão Bonaparte, o génio, não o Napoleão Bonaparte que existe em todos os manicómios e que no nosso mercado também existe: «quem não gostaria de levar mais de 30 punhaladas se pudesse ter sido Júlio César?».

Sem comentários:

Publicar um comentário