sábado, 25 de junho de 2011

A percepção (certa?) de Portas

Leio no Expresso uma reunião do líder do CDS com seus militantes onde terá dio o seguinte: «Se as pessoas tiverem a percepção de que este Governo possa ser parecido com o anterior nisso - os boys - nós não duramos seis meses».

Daí a classe económica, a vespa, o recrutamento de diplomatas. Os tais gestos que fazem a diferença e que também hoje Vasco Pulido Valente chama de «superficiais». Mas condicionam a percepção...

Sem comentários:

Publicar um comentário