domingo, 19 de junho de 2011

O terramoto no Bloco de Esquerda

Os resultados foram medíocres nas legislativas e o culpado é Francisco Louçã, tal como também o foi no apagamento do Bloco de Esquerda nas últimas autárquicas em Lisboa e na estratégia suicida de colagem ao PS nas presidenciais, com o apoio a Alegre.

Mas ao contrário de Sócrates que soube sair bem, Louçã está com o manifesto desejo de se perpetuar, como naqueles regimes revolucionários que ele sempre abraçou e admirou. O BE não está bem e o clima é turbulento.

Hoje, Rui Tavares, deputado europeu eleito pelo BE, exige desculpas de Louçã por declarações alegadamente por ele produzidas. É o sintoma desse clima que se vive.

Sem comentários:

Publicar um comentário