terça-feira, 14 de junho de 2011

O combate Seguro/Costa no PS

Não há erro no título deste post. É este o verdadeiro combate no PS. Francisco Assis não tinha qualquer hipótese de ser líder, se não fosse o seu aliado António Costa.

Assis já teve vários combates, ganhou e perdeu o que é natural para quem vai a jogo, tentou afirmar-se enquanto líder parlamentar, mas é um político com péssima imagem, palavroso em excesso, colado à decadência do socratismo e tenho a certeza que lhe será muito difícil chegar ao povo e até às elites.

António José Seguro tinha contas a ajustar com o destino. É um bom político, sério, honesto, éticamente imaculado. Também foi bom líder parlamentar. Pelas suas características pessoais, muito humano e solidário, é um virar de página no PS e com o apoio da maioria do partido.

Mas existe António Costa, magnífico político e com uma poderosa máquina organizacional que porá ao dispor de Assis, onde destaco Marcos Perestrelo que já esteve no eixo central da vitória de Sócrates em 2004. Contra esta máquina estará outro operacional de eleição, António Galamba, com enorme traquejo na montagem de campanhas eleitorais.

Vai ser um bom combate, duro, mas limpo e de afirmação de ideias. Algo de que o PS precisa para se refrescar e reorganizar.

Sem comentários:

Publicar um comentário