quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O estranho caso de Fernando "Taveira" Ulrich

Já ontem no meu mural do facebook achei estranho a influência que os filmes de Tomás Taveira têm sobre banqueiros. O presidente do BPI falou em «aguenta, aguenta» sobre a capacidade dos portugueses suportarem mais austeridade.

O que ele não sabe é que há declarações que enfurecem os portugueses que estão fartos de austeridade. Após as suas declarações, logo surgiram movimentos nas redes sociais a defender boicotes ao seu banco e até a levantar-se o dinheiro do mesmo.

Hoje, em dia, com a comunicação que se globalizou e proletarizou, todos têm direito e liberdade para se exprimirem. E muitos decisores ainda não perceberam que têm de ter um cuidado suplementar com as afirmações que fazem, correndo assim o risco de que a mesmas se tornem uma crise de comunicação para as suas Marcas.

Sem comentários:

Publicar um comentário